Explorar experiências:

Regiões







Destinos







Temas












Faça Login e personalize a sua viagem adicionando Experiências do seu interesse.
Aceda à sua Área Pessoal para editar as suas preferências e enviar a sua viagem.

Voltar à lista

Bragança

Bragança Bragança Bragança Bragança Bragança Bragança Bragança Bragança

Distrito: Bragança

Curiosidades: A Igreja de São Vicente de Fora faz parte de uma das mais importantes histórias de amor trágico em Portugal. Crê-se que foi nesta Igreja, no século XIII, que D.Pedro I se casou secretamente com o seu amor proibido Inês de Castro

Alguns pontos de interesse: Castelo de Bragança, Domus Municipalis, Torre de Menagem, Portas do Sol

Algumas atividades: Passeios de bicicleta, Percursos pedestres, Atividades aquáticas

Típico: Posta de vitela mirandesa, Enchidos, Mel, Cestaria em vime

O distrito de Bragança, que tem como capital a cidade de Bragança, localiza-se no nordeste transmontano uma das regiões mais remotas e esquecidas de Portugal. No entanto este isolamento permitiu que a sua rica história e fortes tradições, influenciadas por diversos povos que por ali passaram como os celtas, os romanos e os árabes, estejam magnificamente preservadas até aos dias de hoje. Apesar de ser uma região rica em fauna e flora, fatores como o clima bastante rigoroso e a sua localização afastada das importantes infraestruturas e centros comerciais levou a que a população sofresse ondas de êxodo durante séculos. Aqui as antigas casas de pedra agrupam-se em pequenas aldeias que parecem não ser afetadas pela complexidade da vida moderna, onde os seus habitantes têm um modo de vida tradicional com um sentimento geral de agradável distância dos centros mais cosmopolitas e agitados do país.

A cidade de Bragança, situada no alto de uma colina e apenas a alguns quilómetros da fronteira Espanhola, foi elevada a cidade em 1464. A fortaleza que domina o horizonte demonstra a importância da posição estratégica desta cidade durante anos, sobretudo ao nível militar e do controlo das vias de trânsito. Nos séculos XVI, XVII e XVIII assiste-se a um grande dinamismo e crescimento urbano, resultado da conjuntura económica, política e militar, e patente na construção e remodelação de todas as igrejas, conventos e casas brasonadas.

Para os seus visitantes, esta região remota e montanhosa tem muito para oferecer. Se pretende explorar um pouco de história e natureza longe das multidões, aqui vai encontrar idílicos cenários naturais e selvagens, vilas e aldeias de pedra carregadas de história, uma gastronomia regional muito rica e um estilo de vida ainda bastante marcado pelas tradições. Aproveita a Primavera em que a região fica ainda mais bonita, quando um manto branco de amendoeiras em flor cobre os seus ondulantes vales. 

Tempo recomendado:

2 dias